Airbus anuncia prejuízo de US$ 1,32 bilhão em 2020

No momento em que as companhias aéreas enfrentam uma crise sem precedentes, a empresa europeia registrou uma queda de 29% no volume de negócios

A fabricante de aviões Airbus anunciou nesta quinta-feira um prejuízo líquido de 1,1 bilhão de euros (1,324 bilhão de dólares) em 2020, um resultado que limita suas perdas apesar do colapso do setor aéreo devido à epidemia de coronavírus.

No momento em que o tráfego aéreo enfrenta uma crise sem precedentes, a empresa europeia registrou um retrocesso de 29% no volume de negócios, a 49,9 bilhões de euros (60,1 bilhões de dólares).

No ano passado, o grupo entregou 566 aeronaves, um terço a menos que em 2019.

Em um sinal de que a Airbus não espera uma recuperação imediata do mercado, suas previsões para 2021 incluem "entregar o mesmo número de aviões comerciais que em 2020".

"Os resultados mostram a resistência da Airbus durante a crise mais dura vivida até hoje pela indústria aeroespacial", afirmou o CEO do grupo, Guillaume Faury. "Grandes incertezas persistem em nossa indústria em 2021, porque a pandemia continua afetando nossas vidas e nossas sociedades", completou.

Em junho, a Airbus anunciou o corte de 15.000 postos de trabalho, incluindo 5.000 na França e 5.100 na Alemanha, de um total de 134.000 funcionários.

Apesar dos números, a Airbus está em uma situação melhor que a Boeing, sua principal concorrente. A empresa americana registrou prejuízo de 11,9 bilhões de dólares em 2020, afetada pelos problemas de seu modelo 737 MAX e os atrasos na entrega dos primeiros 777X para o fim de 2023.

O prejuízo líquido da Airbus foi levemente inferior ao do ano anterior, marcado por uma multa de € 3,6 bilhões por um escândalo de corrupção.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.