Mundo

Vendas no varejo de bens de consumo social aumentam 3,7% na China

Nos primeiros cinco meses do ano, o total de vendas no varejo de bens de consumo social foi de RMB 19,5237 trilhões, um aumento de 4,1%

China: As vendas de mercadorias totalizaram RMB 3,4937 trilhões, um aumento de 3,6% em maio (Leandro Fonseca/Exame)

China: As vendas de mercadorias totalizaram RMB 3,4937 trilhões, um aumento de 3,6% em maio (Leandro Fonseca/Exame)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 17 de junho de 2024 às 17h31.

Última atualização em 17 de junho de 2024 às 17h46.

O Escritório Nacional de Estatísticas da China divulgou nesta segunda-feira, 17, dados sobre o consumo no país. Em maio, o total de vendas no varejo de bens de consumo social foi de RMB 3,9211 trilhões, um aumento de 3,7% em relação ao ano anterior. Nos primeiros cinco meses do ano, o total de vendas no varejo de bens de consumo social foi de RMB 19,5237 trilhões, um aumento de 4,1%.

Deste total, as vendas no varejo de bens de consumo, excluindo automóveis, foram de RMB 3,5336 trilhões, um aumento de 4,7%, em maio, e de RMB 17,6707 trilhões, de janeiro a maio, subindo 4,4%.

Em maio, as vendas no varejo de bens de consumo urbano foram de RMB 3,4111 trilhões, um crescimento de 3,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o consumo rural chegou a RMB 510 bilhões, 4,1% a mais. De janeiro a maio, as vendas no varejo de bens de consumo urbano foram de RMB 16,9418 trilhões, subindo 4%; as vendas no varejo de bens de consumo rural foram de RMB 2,5819 trilhões, um aumento de 4,7%.

As vendas de mercadorias totalizaram RMB 3,4937 trilhões, um aumento de 3,6% em maio. A receita de restaurantes e venda de comida e bebida foi de RMB 427,4 bilhões no mîes, um crescimento de 5%. De janeiro a maio, as vendas de mercadorias totalizaram RMB 17,3603 trilhões, um aumento de 3,5%; a receita de restaurantes e venda de comida e bebida foi de RMB 2,1634 trilhões, um aumento de 8,4%.

De janeiro a maio, as vendas de lojas especializadas, lojas de conveniência e supermercados subiram 5,1%, 4,9% e 1,8%, respectivamente. Por outro lado, as vendas de lojas de departamento e lojas de marca diminuíram, respectivamente, 3,2% e 1%.

E-commerce

De janeiro a maio, o total de vendas no varejo online em todo o país foi de RMB 5,7669 trilhões, um aumento de 12,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Destes, as vendas de bens físicos online foram de RMB 4,828 trilhões, um aumento de 11,5%, representando 24,7% do total de vendas no varejo de bens de consumo social; dentro das vendas de bens físicos online, as vendas de produtos alimentícios, roupas e produtos de uso aumentaram 19,6%, 9,0% e 10,8%, respectivamente.

Fonte: stats.gov.cn

Acompanhe tudo sobre:ChinaVarejo

Mais de Mundo

Secretário do governo Biden admite que atentado contra Trump foi falha de segurança

Lojas online russas começam a vender camisetas com imagem de Trump após atentado

Rei Charles III enviou mensagem privada a Trump após tentativa de assassinato

Alberto Fujimori será candidato à Presidência do Peru em 2026

Mais na Exame