Veja o currículo do ministro que usou verba pública para pagar motel e empregada

Pedro Novais, titular da pasta de Turismo, foi eleito deputado federal sete vezes

São Paulo – Há quase nove meses no cargo, o ministro do Turismo, Pedro Novais, acumula manchetes negativas sobre uso indevido de dinheiro público no seu último mandato como deputado federal (atualmente, está licenciado da Câmara).

Em junho do ano passado, o jornal O Estado de São Paulo mostrou que Novais pagou uma conta de motel, em São Luís (MA), no valor de 2.156 reais com verba parlamentar. O peemedebista, que alugou uma suíte para promover uma festa, simplesmente incluiu a nota fiscal do Motel Caribe na prestação de contas da verba indenizatória (cada parlamentar tem direito a 32 mil reais por mês para arcar com despesas do mandato).

Agora, o jornal Folha de São Paulo denuncia que o ministro pagou uma empregada doméstica durante sete anos como se fosse sua secretária parlamentar. O salário pode variar de 1.142 reais a 2.284 reais, dependendo das gratificações.

No mês passado, a Polícia Federal promoveu prisões e revelou irregularidades em convênios feitos entre o Ministério do Turismo e ONGs. Uma emenda do então deputado Pedro Novais teria beneficiado uma empresa fantasma.

Nascido no município de Coelho Neto, no Maranhão, Pedro Novais tem 81 anos, é divorciado, tem três filhos e mantém residência no Rio de Janeiro. Advogado formado pela Universidade Federal do Espírito Santo, é auditor fiscal aposentado do Tesouro Nacional.

Na carreira política, está ligado à família Sarney. Foi eleito deputado estadual no Maranhão pela Arena em 1978 e, quatro anos depois, se tornou suplente na Câmara dos Deputados pelo PMDB, assumindo o mandato entre 1983 e 1984.

Passou pelo PDC e pelo PPR e agora está novamente no PMDB, tendo sido eleito no ano passado deputado federal pela sétima vez. Ficou conhecido em 2000 ao ser o relator da Lei de Responsabilidade Fiscal, que estabeleceu limites de gastos para estados e municípios.

O currículo de Pedro Novais disponível na página do Ministério do Turismo tem apenas dois parágrafos e nenhuma informação sobre alguma experiência no setor. No site da Câmara Federal, há uma biografia do ministro com todas as atividades parlamentares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.