Tropas pró-Assad cercam reduto sírio do EI, diz ONG

tropas leais ao governo de Damasco conseguiram cercar a cidade de Deir ez-Zor depois de tomar o controle de partes da estrada que liga o local a Busaira

Beirute - As forças governamentais sírias conseguiram cercar totalmente nesta quinta-feira o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade de Deir ez-Zor (nordeste), um dos principais redutos dos jihadistas no país, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As tropas leais ao governo de Damasco conseguiram cercar a cidade depois de tomar o controle de partes da estrada que liga Deir ez-Zor a Busaira, apontou a ONG. Por enquanto, os meios de comunicação oficiais da Síria não confirmaram este progresso.

O Observatório acrescentou que as forças governamentais rodeiam também o povoado de al-Huseiniya, perto de Deir ez-Zor e na margem leste do Rio Eufrates.

As forças governamentais, apoiadas pela aviação russa, iniciaram uma ofensiva contra o EI em Deir ez-Zor em 2 de setembro.

Em paralelo, as Forças Democráticas da Síria (SDF), uma aliança armada liderada por milícias curdas e apoiadas pelos Estados Unidos, começou a sua própria campanha contra os extremistas no dia 9 deste mês em zonas ao leste do Rio Eufrates.

Deir ez-Zor é uma das principais fortificações do EI na Síria, junto com a cidade de Al Raqqa, antiga "capital" do califado dos radicais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também