Torre Eiffel apaga luzes como sinal de luto por atentado

Construída em 1889, estrutura de ferro de 324 metros de altura, transformada no maior símbolo da França e de Paris, ficou completamente no escuro às 20h locais

Paris - A Torre Eiffel, um dos monumentos mais emblemáticos do mundo, apagou na noite desta quinta-feira suas luzes como sinal de luto pelas 12 vítimas do atentado de ontem contra a revista satírica francesa "Charlie Hebdo".

Construída em 1889, a estrutura de ferro de 324 metros de altura, transformada no maior símbolo da França e de Paris, ficou completamente no escuro às 20h locais (17h em Brasília).

Todas as noites, o farol instalado no alto da torre projetada por Gustave Eiffel ilumina Paris, algo que não ocorreu hoje para expressar solidariedade aos 12 mortos no ataque contra a "Charlie Hebdo", supostamente cometido por radicais islamitas.

Essa foi uma das várias homenagens realizadas nas últimas horas na França e em outros países do mundo para as vítimas do atentado à revista satírica, alvo dos terroristas por causa de suas polêmicas charges de Maomé.

As forças de segurança seguem a operação para deter os responsáveis pela ação.

Ainda comovida pelo massacre, a França realizou ao meio-dia um minuto de silêncio pelos 12 mortos, enquanto a catedral de Notre Dame, também em Paris, fez soar seus sinos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também