Tiroteio em massa em Orlando é o maior da história dos EUA

O número de mortos aumentou para 50 e o número de feridos chegou a 53

Orlando -- Um homem armado abriu fogo e matou 50 pessoas e deixou outras 53 feridas na madrugada de domingo em uma boate gay de Orlando, na Flórida, afirmou a polícia, em um ataque que autoridades norte-americanas classificaram como um "incidente terrorista".

O atirador foi identificado como Omar S. Mateen. Segundo uma autoridade graduada do FBI, o homem deve ter recebido ensinamentos de militantes do Estado Islâmico. Autoridades ressaltaram, no entanto, que uma possível ligação com islamitas ainda requer mais investigações.

O número de mortos no incidente fornecido pelo prefeito de Orlando, Buddy Dyer, faz do ataque o mais fatal decorrente de tiroteio em massa na história dos Estados Unidos, depois do massacre de 2007 na universidade Virginia Tech, que deixou 32 mortos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.