Tempestade de areia cobre cidade na China

Para frear as tempestades, o governo refloresta há várias décadas as áreas periféricas dos desertos, para criar uma "grande muralha verde"

Uma imensa nuvem de areia cobriu casas, edifícios e fábricas, o que provocou contaminação e acidentes de trânsito na província de Gansu, noroeste da China, onde as tempestades de areia são frequentes durante a primavera (hemisfério norte).

A impressionante nuvem foi observada no condado de Linze.

O canal estatal CCTV informou sobre vários acidentes provocados pela pouca visibilidade, consequência do fenômeno climático.

Os meteorologistas pediram aos moradores que permaneçam em suas casas, com as janelas fechadas porque outros fenômenos similares estavam previstos para esta terça-feira.

Tempestade de areia cobre Zhangye, cidade na China

As tempestades de areia no país geralmente procedem do deserto de Gobi, situado entre a China e a Mongólia.

Em março, uma delas atingiu Pequim. O céu ficou amarelo, a poluição atmosférica disparou e as companhias aéreas foram obrigadas a cancelar centenas de voos.

Para frear as tempestades, o governo refloresta há várias décadas as áreas periféricas dos desertos, com o o objetivo de criar uma "grande muralha verde" destinada a bloquear a areia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.