Taiwan deve impulsionar gastos com defesa, diante de ameaça da China

Taiwan revelou planos para impulsionar seus gastos militares na maior margem em 15 anos
O gabinete taiwanês propôs um orçamento militar recorde de US$ 13,7 bilhões para o próximo ano (Ceng Shou/Getty Images)
O gabinete taiwanês propôs um orçamento militar recorde de US$ 13,7 bilhões para o próximo ano (Ceng Shou/Getty Images)
A
Agência Brasil

Publicado em 25/08/2022 às 15:32.

Última atualização em 25/08/2022 às 15:37.

Taiwan revelou planos para impulsionar seus gastos militares na maior margem em 15 anos, em resposta à escalada nas tensões com a China, em meio à deterioração nos laços entre Pequim e Washington.

Nesta quinta-feira, 25, o gabinete taiwanês propôs um orçamento militar recorde de US$ 13,7 bilhões para o próximo ano, alta de quase 13% na comparação anual e o maior avanço no ano desde pelo menos 2007.

O gabinete também propôs alocar mais US$ 3,6 bilhões em gastos especiais para compras de aviões de combate e para financiar mísseis adicionais, navios e outros sistemas de armamento.

A proposta orçamentária deve ser aprovada pelo Legislativo em Taiwan, onde o partido governista tem maioria.

O anúncio é feito um dia após a China anunciar planos para realizar uma nova rodada de disparos de treinamento militar na costa de Fujian, província do sudeste mais próxima de Taiwan.

Os exercícios militares devem ocorrer na sexta-feira e no sábado e a imprensa estatal chinesa disse que autoridades emitiram alerta para embarcações evitarem as águas da região nesses dias.

LEIA TAMBÉM:

Hacker e mulher trans: Audrey Tang conta como é ser ministra digital de Taiwan

População mundial deve cair pela metade até 2100, mostra estudo do HSBC (H1SB34)