Taiwan fará grande encomenda de armas aos EUA e preocupa China

Em comunicado, a China afirmou que a decisão de vender armas para Taiwan é prejudicial e pediu respeito ao "princípio de uma só China"

Taiwan confirmou nesta quinta-feira sua intenção de fazer uma importante encomenda aos Estados Unidos de tanques e sistema de mísseis portáteis, para substituir material obsoleto, causando uma reação da China, que expressou preocupação.

O ministério da Defesa de Taiwan fez oficialmente um pedido de 108 tanques de combate M1A2 Abrams, mais de 1.500 mísseis anti-tanque Javelin e TOW, bem como 250 lança-mísseis terra-ar de curto alcance Stinger, de acordo com um comunicado.

A China imediatamente expressou "sérias preocupações" sobre o anúncio de Taiwan.

"Nós pedimos várias vezes aos Estados Unidos para que tomasse ciência da natureza extremamente sensível e prejudicial da sua decisão de vender armas a Taiwan e de respeitar o princípio de uma só China", disse em Pequim um porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang.

A China considera Taiwan parte de seu território. A ilha é liderada por um regime rival, que se refugiou ali após a tomada de poder pelos comunistas no continente, em 1949, após a guerra civil chinesa.

Os Estados Unidos, que romperam suas relações diplomáticas com Taipé em 1979 para reconhecer Pequim como o único representante da China, continua sendo o mais poderoso aliado do território insular e seu principal fornecedor de armas.

A China lembrou recentemente que não renunciaria a recorrer à força no processo de reunificação com Taiwan.

O governo americano já indicou ao Congresso sua intenção de vender equipamentos militares para Taiwan. Este pedido é estimado em cerca de 2 bilhões de dólares, segundo a agência Bloomberg News.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.