Sobe para 46 número de mortos na Bolívia por H1N1

As mortes ocorreram em sete dos nove departamentos da Bolívia, desde o início do ano, segundo a autoridade sanitária

Um total de 46 pessoas morreram na Bolívia do início de 2016 até esta quarta-feira (27), em consequência da gripe influenza A (H1N1), 17 a mais que no último balanço, divulgado no início deste mês, informou nesta quarta-feira a ministra de Saúde, Ariana Campero.

“A nível nacional, temos um balanço confirmado de 1.027 casos de H1N1, com um total de 46 falecidos”, afirmou Campero em uma coletiva de imprensa.

As mortes ocorreram em sete dos nove departamentos da Bolívia, desde o início do ano, segundo a autoridade sanitária.

No boletim anterior do Ministério da Saúde, o número de pessoas mortas pela influenza A chegou a 29, e o número de infectados era de 740.

“Continuamos trabalhando em educação e informação, sobre a lavagem de mãos e outras formas de prevenir o contágio”, disse a ministra, acrescentando que as campanhas de vacinação continuam em todo o país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.