Síria retira 5.000 pessoas de cidade próxima a Damasco

Rebeldes e forças leais a Bashar al-Assad estão em conflito na cidade há mais de duas semanas

Beirute - O governo da Síria retirou cerca de 5.000 pessoas no domingo de uma cidade industrial próxima a Damasco, onde rebeldes ligados à Al-Qaeda têm entrado em conflito com tropas do governo por mais de duas semanas, reportou a agência estatal de notícias.

O ministro de Assuntos Sociais, Kinda al-Shammat, disse que as pessoas foram realocadas em locais seguros e que o Ministério criou quartos para a operação de resgate para oferecer ajuda.

Membros do grupo de oposição Frente al-Nusra invadiram a cidade de Adra, no norte da capital Damasco, em meados de dezembro.

Relatos afirmam que o grupo matou civis, sendo que muitos eram membros dos grupos Alauitas e Drusos. Essas duas minorias apoiam o governo do presidente Bashar Assad, que é Alauita, e a investida contra a rebelião liderada pelos sunitas. Logo que os rebeldes entraram em Adra, soldados sírios cercaram a área e têm ocorrido fortes tiroteios na área.

Enquanto isso, o Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que o total de mortos após as duas semanas de ataques aéreos do governo sírio contra áreas controladas pela oposição na cidade de Alepo, a segunda maior do país, somou 517 pessoas, sendo 151 crianças e 46 mulheres. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.