Secretário-geral da ONU reafirma compromisso por Coreia do Norte sem arma nuclear

Segundo ele, o objetivo é levar "paz, segurança e estabilidade para toda a região".
Ao se reunir em Seul com o presidente da Coreia do Sul, Yoon Suk Yeol, Guterres disse que ele reafirma o "claro compromisso" da ONU por uma "desnuclearização completa (Lokman Vural/Getty Images)
Ao se reunir em Seul com o presidente da Coreia do Sul, Yoon Suk Yeol, Guterres disse que ele reafirma o "claro compromisso" da ONU por uma "desnuclearização completa (Lokman Vural/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 12/08/2022 às 10:21.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, declarou nesta sexta-feira o compromisso incondicional da entidade para uma Coreia do Norte sem armas nucleares. A declaração ocorre no momento em que um dividido Conselho de Segurança dá mais espaço ao isolado país para expandir suas armas nucleares e seus programas de mísseis balísticos.

Ao se reunir em Seul com o presidente da Coreia do Sul, Yoon Suk Yeol, Guterres disse que ele reafirma o "claro compromisso" da ONU por uma "desnuclearização completa, verificável e irreversível da Península Coreana" e da Coreia do Norte especificamente.

Leia também: UE propõe significativa concessão ao Irã, em tentativa de reavivar acordo nuclear

Segundo ele, o objetivo é levar "paz, segurança e estabilidade para toda a região".

O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Park Jin, disse que a comunidade internacional, liderada pela ONU, deveria ter uma mensagem unificada à Coreia do Norte de que suas ambições nucleares não serão toleradas.

Recentemente, China e Rússia vetaram resoluções que expandiriam sanções contra a Coreia do Norte por seus testes de mísseis balísticos neste ano.

Veja também:

Argentina anuncia investimentos de US$ 2,1 bi na exploração de hidrocarbonetos

Situação na central nuclear de Zaporizhzhia 'é grave', diz chefe da AIEA na ONU