Recontagem de votos e explosão em Bagdá alimentam tensões no Iraque

A explosão que matou 18 pessoas aconteceu horas depois do Parlamento pedir a recontagem dos votos das eleições

Bagdá - O clérigo iraquiano Moqtada al-Sadr pediu nesta quinta-feira a seus seguidores que permaneçam calmos depois que uma explosão matou 18 pessoas em seu principal bastião em Bagdá poucas horas depois de o Parlamento pedir uma recontagem dos votos de uma eleição vencida por seu bloco.

Sadr, um nacionalista que capitalizou o ressentimento crescente com o Irã, obteve uma vitória surpreendente na votação de 12 de maio prometendo combater a corrupção e melhorar os serviços. Ele disse em um comunicado que um comitê será criado para investigar a detonação e que os resultados serão apresentados dentro de três dias.

Ele pediu "paciência e autocontrole", segundo comunicado de seu escritório.

Ao menos 18 pessoas morreram e mais de 90 ficaram feridas em Cidade Sadr, um bairro de Bagdá, em um ataque que o Ministério do Interior disse ter sido causado pela detonação de um depósito de munições. Forças de segurança iniciaram sua própria investigação.

O primeiro-ministro Haider al-Abadi disse em um comunicado que armazenar munições em uma área residencial é um crime, e ordenou que o Ministério do Interior investigue o incidente e adote ações legais contra os culpados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.