Quem foram os 10 últimos vencedores do Prêmio Nobel da Paz?

Nesta manhã, ativista bielorusso e duas ONGs entraram para lista que tem nomes como Malala Yousafzai e Abiy Ahmed; relembre as últimas edições do Prêmio Nobel 2022
 (Nigel Waldron/Getty Images)
(Nigel Waldron/Getty Images)
D
Da redação, com agênciasPublicado em 07/10/2022 às 08:07.

Nesta quinta-feira, 7, o ativista bielorrusso Ales Bialiatski ganhou o Prêmio Nobel da Paz junto com a ONG russa de direitos humanos Memorial e à associação ucraniana de direitos humanos Centro para as Liberdades Civis.

Segundo o Comitê para o Nobel, os vencedores são "três excepcionais defensores dos direitos humanos, da democracia e da coexistência pacífica na Bielorrússia, Rússia e Ucrânia". Veja a seguir a relação dos 10 últimos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz:

2022

O ativista de direitos humanos bielorrusso Ales Bialiatski, a organização russa Memorial e o Centro Ucraniano para as Liberdades Civis "pelos seus esforços impressionantes para documentar crimes de guerra, violações de direitos humanos e abusos de poder".

2021

Os jornalistas Maria Ressa (Filipinas) e Dimitri Muratov (Rússia), "por seus esforços para proteger a liberdade de expressão, que é uma condição prévia para a democracia e a paz duradoura".

2020

Programa Mundial de Alimentos (PMA), da ONU, por "seus esforços na luta contra a fome, sua contribuição para melhorar as condições de paz nas zonas de conflito e por ter impulsionado os esforços para não transformar a fome em uma arma de guerra".

MAIS SOBRE O PRÊMIO NOBEL 2022:

Abiy-Ahmed

Abiy Ahmed: líder etíope conseguiu acordo para acabar com conflito de 20 anos na África (Tiksa Negeri/Reuters)

2019

Abiy Ahmed, primeiro-ministro etíope, pela reconciliação entre seu país e a Eritreia.

2018

O ginecologista Denis Mukwege (República Democrática do Congo) e a yazidi Nadia Murad, por seus esforços para pôr fim ao uso da violência sexual como arma de guerra.

2017

Campanha Internacional para Abolir as Armas Nucleares (ICAN, na sigla em inglês), por sua luta para abolir este armamento.

2016

Juan Manuel Santos, por ter contribuído para pôr fim a meio século de guerra interna na Colômbia.

2015

Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia, que permitiu salvar a transição democrática tunisiana.

MAIS SOBRE O PRÊMIO NOBEL 2022:

Malala, em evento em Londres

Malala: em 2014, ela se tornou a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz aos 17 anos (Olivia Harris/Reuters)

2014

Malala Yousafzai (Paquistão) e Kailash Satyarthi (Índia), por seu combate contra a exploração infantil e dos jovens e pelo direito de todos à educação.

2013

Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), por seus esforços para erradicar esse tipo de armamento de destruição em massa.

(Com AFP)

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.