Queda de avião de tropas japonesas deixa quatro mortos

Após mais de 24 horas de buscas, autoridades encontraram a fuselagem do avião em uma zona montanhosa ao norte do país

Tóquio - Um avião de reconhecimento e assistência médica das Forças de Auto Defesa (Exército) do Japão que desapareceu ontem foi encontrado acidentado nesta terça-feira em uma zona montanhosa de Hokkaido (norte), com seus quatro tripulantes mortos.

A aeronave, um LR-2 americano remodelado pelas tropas nipônicas, tinha decolado ao meio-dia de segunda-feira do aeroporto de Okadama, em Sapporo, para recolher um paciente e pessoal médico, mas os controladores aéreos perderam sinal de radar minutos depois.

O avião teria sido afetado por más condições meteorológicas - fortes ventos e neblina - e baixa visibilidade, segundo informou hoje um porta-voz do Ministério de Defesa de Japão.

As autoridades nipônicas demoraram mais de 24 horas para encontrar a fuselagem do avião espalhada em uma zona montanhosa e com densa vegetação a 30 quilômetros ao oeste de seu ponto de partida, bem como os supostos restos mortais de seus quatro tripulantes.

As autoridades nipônicas têm previsto enviar uma equipe médica para o terreno para confirmar de forma oficial a morte do piloto, do copiloto e dos dois mecânicos que viajavam na aeronave, cujas idades variavam entre 28 e os 51 anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.