Projeto de US$ 40 bilhões para Ucrânia avança no Senado dos EUA

A votação de segunda-feira (16) foi a primeira de uma série de etapas processuais. Entenda
 (Chris McGrath/Getty Images)
(Chris McGrath/Getty Images)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 17/05/2022 10:54 | Última atualização em 17/05/2022 10:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um projeto de quase US$ 40 bilhões para ajudar a Ucrânia avançou no Senado dos Estados Unidos. A votação de segunda-feira (16) foi a primeira de uma série de etapas processuais antes da votação final no Senado e da provável aprovação do projeto, prevista para o final desta semana. Em seguida, seguirá para a mesa do presidente Joe Biden para assinatura.

Termina cerco a Mariupol: mais de 250 combatentes se rendem em usina

Onze republicanos votaram contra o avanço do projeto, mostrando as limitações do apoio republicano para gastos adicionais dos EUA no conflito. Na sexta-feira, o senador Rand Paul bloqueou uma tentativa de acelerar o projeto de lei do Senado pelo líder da maioria Chuck Schumer e pelo líder da minoria Mitch McConnell. Paul estava entre os 11 republicanos do Senado que votaram contra o avanço do projeto ontem.

"Gastar US$ 40 bilhões em ajuda à Ucrânia - mais de três vezes o que toda a Europa gastou combinada - não é do interesse dos Estados Unidos", disse o senador Josh Hawley, do Missouri, em um tweet após votar contra. "Ele negligencia as prioridades em casa (a fronteira), permite que a Europa se livre, muda interesses críticos no exterior e vem sem supervisão significativa". Hawley disse que sua postura não era isolacionista, mas nacionalista. "Trata-se de priorizar a segurança americana e os interesses americanos", completou. Fonte:Dow Jones Newswires.

LEIA TAMBÉM: 

Dispostos a se acostumar à guerra, refugiados ucranianos retornam a Kiev

Militares ucranianos feridos negam se render aos russos em Azovstal