Primeiro-ministro francês condena reunião com Assad

Quatro parlamentares franceses de esquerda e direita, em uma "missão pessoal" na Síria, se reuniram na quarta-feira com o presidente sírio

Paris - O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, condenou nesta quinta-feira a reunião de quatro parlamentares franceses com o presidente sírio, Bashar al-Assad, nesta quarta-feira, em Damasco.

"Quero condenar com os termos mais enérgicos esta iniciativa", declarou Valls ao canal de televisão BFMTV.

"Que estes parlamentares tenham se encontrado, sem aviso prévio, com um carniceiro é uma falta moral", disse Valls.

A França rompeu relações diplomáticas com a Síria em 2012.

Quatro parlamentares franceses de esquerda e direita, em uma "missão pessoal" na Síria, se reuniram na quarta-feira com o presidente sírio.

"Nos reunimos com Bashar al-Assad durante uma hora. Transcorreu muito bem", afirmou o deputado Jacques Myard (direita), sem revelar o teor da conversa.

Esta é a primeira visita deste tipo desde maio de 2012, quando França, Reino Unido, Itália, Alemanha e Espanha romperam relações diplomáticas com a Síria.

Questionado sobre a visita, o porta-voz do governo francês, Stéphane Le Foll, afirmou quera uma "iniciativa pessoal" e "não oficial da França".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.