A página inicial está de cara nova Experimentar close button

PP espanhol rejeita "calúnias e mentiras" de ex-tesoureiro

Luis Bárcenas teria pagado 45 mil euros a Rajoy e outra quantia igual a Cospedal em 2009 e 2010, segundo fontes da acusação

Madri - A secretária-geral do Partido Popular da Espanha (PP), María Dolores de Cospedal, desmentiu e rejeitou nesta segunda-feira "taxativamente" o que chamou de "mentiras e calúnias" contra ela e o presidente do Governo, Mariano Rajoy, ditas por Luis Bárcenas, ex-tesoureiro da legenda.

Bárcenas declarou hoje ao juiz Pablo Ruz sobre o caso de corrupção que consiste em um suposto caixa dois do partido. Ele teria pagado 45 mil euros a Rajoy e outra quantia igual a Cospedal em 2009 e 2010, segundo fontes da acusação.

Pouco antes, Rajoy afirmou, em relação aos pedidos da oposição para que renuncie devido ao caso Bárcenas, que cumprirá seu mandato, advertiu que "o Estado de Direito não se submete a chantagem" e garantiu que será respeitada a independência da Justiça. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também