Pequena cidade dos EUA abre primeira loja pública de maconha

O uso recreativo da maconha tomou um forte impulso durante os últimos anos nos EUA

Seattle – A pequena cidade de North Bonneville, no estado de Washington, se transformou neste sábado na primeira dos Estados Unidos a inaugurar uma loja pública de venda de maconha, ou seja, uma propriedade da prefeitura, que foi pensada para fomentar o turismo.

O Rincón del Cannabis, como foi batizado o novo estabelecimento, está situado na entrada desta cidade de menos de mil habitantes e dá as boas-vindas aos vários turistas que se aproximam para visitar o pitoresco povoado ou praticar windsurf.

Segundo as previsões da prefeitura, o Rincón del Cannabis poderia gerar cerca de US$ 2,7 milhões durante seu primeiro ano de operação, que engrossariam notavelmente os cofres municipais e aliviariam as atuais dificuldades orçamentárias pelas quais passa a cidade.

Segundo o jornal local ‘The Columbian’, enquanto a maioria das cidades no estado de Washington tentou impedir a abertura de negócios relacionados com a maconha desde que seu consumo recreativo foi legalizado em novembro de 2012, North Bonneville apostou em ‘entrar totalmente na indústria’.

O uso recreativo da maconha tomou um forte impulso durante os últimos anos nos EUA e atualmente já são quatro os estados onde é legal (Colorado, Washington, Oregon e Alasca), além da capital federal, Washington D.C., onde prefeitura e Congresso mantêm uma disputa aberta sobre a questão.

Em nível federal, o consumo recreativo de maconha está proibido, mas desde que começou a onda de legalizações em 2012 nos estados de Washington e Colorado, o gabinete do presidente Barack Obama se comprometeu a não perseguir a violação da lei federal naqueles estados que tenham declarado legal o uso de cannabis. EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.