ONU condena ataques terroristas contra duas igrejas no Egito

Secretário geral da ONU, António Guterres, desejou que os autores "do horrível ato terrorista sejam rapidamente identificados e levados perante a Justiça"

Nações Unidas - O secretário geral da ONU, António Guterres, condenou neste domingo (9) os ataques terroristas contra duas igrejas coptas no Egito, que deixaram 43 mortos e 118 feridos.

Guterres expressou suas "profundas condolências às famílias das vítimas, ao governo e aos cidadãos da República Árabe de Egito", informou em um comunicado seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

Além disso, o secretário-geral desejou uma pronta recuperação aos feridos e manifestou seu desejo de que os autores "do horrível ato terrorista sejam rapidamente identificados e levados perante a Justiça".

Uma explosão atingiu neste domingo o templo de São Jorge, em Tanta, 120 quilômetros ao norte de Cairo, durante a missa de Domingo de Ramos, que marca o começo da Semana Santa para os coptas.

Pouco depois, ocorreu outro atentado contra uma catedral da cidade mediterrânea de Alexandria.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) em um comunicado de sua agência de notícias "Amaq", cuja veracidade não foi comprovada.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.