Obama reafirma que não negociará elevação do teto da dívida

Presidente voltou a dizer que não vai negociar com o Congresso sobre o aumento do teto da dívida

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a dizer nesta sexta-feira que não vai negociar com o Congresso sobre o aumento do teto da dívida, algo que os parlamentares terão de concordar em fazer no início de 2014.

"Não é algo que é um instrumento de negociação. Não é a alavancagem", disse ele, dizendo a repórteres em uma entrevista coletiva que não espera um impasse sobre a questão.

"Eu tenho que presumir que as pessoas não são loucas o suficiente para começar tudo aquilo de novo", disse Obama.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.