Obama ameaça vetar novas sanções do Congresso ao Irã

Nesta quinta, 26 senadores apresentaram um projeto de lei para impor mais sanções ao país por seu programa nuclear em caso de violação de acordo

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vetará novas sanções ao Irã, caso sejam aprovadas pelo Congresso - advertiu a Casa Branca nesta quinta-feira, depois que um grupo de parlamentares introduziu um projeto nesse sentido.

"Se se chegar a aprovar (o projeto), o presidente irá vetá-lo", disse aos jornalistas o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney.

Nesta quinta, 26 senadores - democratas e republicanos - apresentaram um projeto de lei para impor mais sanções ao Irã por seu programa nuclear se violar o acordo interino obtido em Genebra, ou se não se alcançar um pacto definitivo.

A Casa Branca já havia manifestado sua hostilidade a uma medida desse tipo, advertindo que poderia colocar em risco o acordo obtido em dezembro, em Genebra. Essa é a primeira vez que o Executivo ameaça com o veto.

Carney argumentou que a legislação é "desnecessária", porque, se não se obtiver um acordo, o Congresso não terá impedimentos para aprovar rapidamente - e em conjunto com a Casa Branca - sanções mais duras.

"As sanções em curso trouxeram o Irã para a mesa de negociações e uma ameaça crível de futuras sanções exigirão que o Irã coopere e aja de boa fé", defendeu o presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado, Robert Menendez, que introduziu o novo texto junto com o democrata Chuck Schumer e o republicano Mark Kirk.

Não está claro se o projeto será votado e quando. O líder da maioria do Senado, Harry Reid, disse que se opõe a uma votação em janeiro. Reid concorda com o pedido do governo de dar uma chance às delicadas negociações com Teerã.

Segundo o projeto, caso o acordo fracasse, o Irã terá de reduzir sua produção de petróleo. Também estão previstas mais sanções às indústrias iranianas do setor de construção, mineração e engenharia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.