Obama acredita em saída ordenada do Reino Unido da UE

Mais cedo, Obama declarou que o povo do Reino Unido se pronunciou e que sua decisão deve ser respeitada

O presidente Barack Obama está convencido de que o Reino Unido sairá da União Europeia de uma forma ordenada, e que a nova situação não modificará a relação entre Washington e Londres.

Obama disse que conversou por telefone com o primeiro-ministro britânico David Cameron e que, depois dessa conversa, está confiante que "o Reino Unido está comprometido com uma transição ordenada".

Mais cedo, Obama declarou que o povo do Reino Unido se pronunciou e que sua decisão deve ser respeitada, e acrescentou que as duas nações permanecerão como "sócios indispensáveis".

"A relação especial entre os Estados Unidos e Grã-Bretanha é duradoura, e a adesão britânica à Otan permanece como uma pedra angular da política externa, de segurança e de economia", afirmou presidente americano em um comunicado após a divulgação dos resultados do Brexit.

O Reino Unido aprovou a saída da União Europeia com o voto de 51,9% dos britânicos, segundo resultados definitivos publicados nesta sexta-feira, em meio a incerteza sobre o futuro da Europa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.