Ministro da Informação do EI morre em bombardeio dos EUA

O porta-voz do Pentágono disse que esse indivíduo de alto perfil do EI havia, entre outras tarefas, supervisionado a produção de vídeos que mostravam execuções

O "ministro da Informação" do grupo Estado Islâmico (EI), Wa'il Adil Hassan Salman al-Fayad, foi abatido em um bombardeio aéreo da coalizão antiextremista, em 30 de agosto passado, perto de Raqa, na Síria - informou o Pentágono nesta sexta-feira.

O porta-voz do Pentágono, Peter Cook, disse que esse indivíduo de alto perfil do EI havia, entre outras tarefas, supervisionado a produção de vídeos que mostravam torturas e execuções.

Além disso, era um "colaborador próximo" do número dois do grupo, Abu Mohammed al-Adnani. Este último também teria sido abatido em 30 de agosto em outro lugar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.