Milhares de partidários de Yanukovich viajam para comício

Milhares de partidários do presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, viajarão nas próximas horas para Kiev para participar no domingo de um grande comício

Kiev - Milhares de partidários do presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, viajarão nas próximas horas para Kiev desde regiões orientais do país para participar no domingo de um grande comício de apoio ao líder nacional.

"Pedimos às filiais regionais do partido que encorajem as pessoas a viajar para Kiev. Não planejamos nenhum enfrentamento com a oposição. Simplesmente, queremos que seja ouvida a opinião de nossos partidários", disse nesta sexta-feira Aleksandr Yefrémov, líder parlamentar do Partido das Regiões (PR).

A princípio, eram esperadas cerca de 20 mil pessoas de Donetsk, outras 10 mil de Dnepropetrovsk e milhares de Odessa, da península Criméia e outras regiões.

"Por enquanto, não devemos montar um acampamento. Mas se houver muita gente que quiser ficar, improvisaremos algo", disse.

Dezenas de ônibus com partidários do Governo já partiram rumo à capital, enquanto entre hoje e amanhã, é esperada a chegada de vários trens.

"Entre eles figuram deputados, trabalhadores, aposentados e camponeses", informou hoje a filial do PR na região de Donetsk.

Os governistas já começaram a montar um palco na Praça da Europa, que se encontra a apenas 200 metros da Praça da Independência, conhecida popularmente como Euromaidán (maidán é praça em ucraniano), onde milhares de opositores se concentram diariamente desde 21 de novembro.


"Para não cair nas provocações de nossos oponentes, chamamos nossos partidários à moderação e à tolerância rumo aqueles que defendem ideias contrárias. As diferenças ideológicas não devem desembocar em um confronto civil e na divisão do país", disse Igor Chichasov, vice-presidente do PR em Donetsk.

O governista ressaltou que "o Maidán não é toda Ucrânia" e que seu partido recebeu várias chamadas e mensagens de pessoas que se opõem aos distúrbios de rua.

"Essas pessoas expressam seu desejo de participar de um comício indefinido em apoio da política do Presidente e para manter a paz e a concórdia na Ucrânia", ressaltou.

Enquanto isso, milhares de governistas já se concentram hoje na Praça da Constituição em frente à sede da Rada Suprema (legislativo) e no cêntrico parque Marinski.

A oposição tem intenção de congregar no domingo milhão de pessoas na Praça da Independência, onde os manifestantes levantaram barricadas de vários metros de altura para repelir possíveis ataques pela Polícia antidistúrbios.

As temperaturas subiram nas últimos horas até zero graus, por isso que espera-se que, pelo menos, centenas de milhares de pessoas saiam às ruas no domingo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.