Acompanhe:

As mulheres foram autorizadas a participar do chamado "Festival Nu" no Japão pela vez da história do evento, que acontece há 1250 anos. 

Sete grupos de mulheres participaram do ritual na última quinta-feira, que se diz afastar os espíritos malignos e onde os participantes rezam pela felicidade. Apesar do nome, os participantes não estão nus.

Muitas mulheres usavam "Happi Coats" (roupões que chegam até os quadris) e shorts que são normalmente usados em festivais japoneses, embora os homens apenas usassem tangas semelhantes às usadas por lutadores de sumô.

Naruhito Tsunoda, um sacerdote do santuário, disse que nunca houve uma proibição de participação das mulheres, e algumas até fizeram pequenas oferendas como indivíduos antes. No entanto, quando um grupo de mulheres perguntou no ano passado se poderiam se juntar, dizer 'sim' foi fácil.

O evento deste ano deve marcar a ultima edição do festival, em mais uma vítima do evelhecimento da população. Em uma publicação online, os organizadores do evento disseram que foi difícil encontrar jovens suficientes para participarem da celebração, já que existe uma pressão muito grande sobre as exigências do ritual que apenas os mais velhos estariam dispostos a seguir.

"Festival Nu"

Os hadaka matsuri, em japonês, ficaram conhecidos por seus participantes que usam poucas peças de roupas. Homens de todas as idades participam do ritual para trazer sorte para o ano, mas ele é especialmente recomendado para aqueles entre 23 e 42 anos, período chamado de como yakudoshi, idades de azar. 

Na primeira parte do festival, os participantes bebem saquê para purificar o corpo e saem pelas ruas. Depois, entram em lagoas ou jogam água gelada em si mesmos para continuar a purificação. Mas a parte mais famosa vem depois disso, quando os homens disputam fisicamente dois pedaços de madeira, chamados de shinji, dentro do templo. Acredita-se que o homem que conseguir um dos pedaços terá sorte durante o ano.

As mulheres não participaram dessa última parte do evento. Tsunoda disse que seria difícil abrir essa atividade do festival para mulheres devido ao aspecto físico.

Mulheres são autorizadas a participarem pela primeira vez do Festival Nu no Japão, mas devem estar vestidas. ( BEHROUZ MEHRI/Getty Images)

"Festival Nu"

O relatório do Fórum Econômico Mundial que mede a igualdade de gênero classificou o Japão em 125º lugar entre 146 países em 2023, abaixo do 116º lugar em 2022.

Em resposta, o governo do Japão no ano passado disse que iria promover a melhoria da participação das mulheres na sociedade. Em setembro, o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, fez uma reforma ministerial para colocar mais mulheres em cargos de alto escalão.

O premiê também tem tentado convencer mulheres a terem filhos, em meio à queda da natalidade no Japão e ao envelhecimento da população. Em junho do ano passado, o governo anunciou investimento de cerca de R$ 127,3 bilhões em bônus para apoiar quem decidir ter bebês, com licenças prolongadas e auxílio para escolas.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Microsoft investirá US$ 2,9 bilhões em IA no Japão
Inteligência Artificial

Microsoft investirá US$ 2,9 bilhões em IA no Japão

Há 11 horas

Governo prorroga isenção de vistos para turistas dos EUA, Japão, Canadá e Austrália
Brasil

Governo prorroga isenção de vistos para turistas dos EUA, Japão, Canadá e Austrália

Há 15 horas

Biden recebe premiê japonês para fortalecer laços diante da China
Mundo

Biden recebe premiê japonês para fortalecer laços diante da China

Há 15 horas

Senado aprova plano para combate integrado à violência contra a mulher
Brasil

Senado aprova plano para combate integrado à violência contra a mulher

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais