Micro-ônibus invade mercado em Pequim e deixa quatro mortos

O incidente ocorreu por volta das 15h, no horário local, em uma área rural da capital chinesa

Pequim - Quatro pessoas foram mortas após um micro-ônibus invadir um mercado no norte de Pequim e muitas outras ficaram feridas, informou a polícia da cidade nesta quarta-feira, mas não disseram se o ato possui relação com militantes.

O incidente ocorreu por volta das 15h, no horário local, em uma área rural de Pequim, quando um micro-ônibus seguiu em direção a um mercado agrícola e atingindo pessoas no local, informou a polícia de Pequim em um curto comunicado online.

Os feridos foram levados para um hospital, segundo o comunicado, sem dar o número de pessoas envolvidas.

A polícia levou sob custódia o veículo e "pessoas relevantes" e investiga o ato, informou o comunicado, sem dar mais detalhes.

Em reportagem em inglês, a agência de notícias oficial Xinhua se referiu ao evento como um "acidente de tráfico". Não foram dados outros detalhes além dos que estavam no comunicado policial.

Embora o comunicado não sugira que o ato tenha sido intencional, houve casos na China de pessoas que realizaram atos similares.

A China também diz enfrentar uma ameaça de militantes islâmicos que operam na região ocidental de Xinjiang e que foram culpados por diversos ataques nos anos recentes, a maioria em Xinjiang.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.