Merkel dá apoio a fim de energia nuclear na Alemanha

Merkel já reverteu a decisão de ampliar o período de atividade de usinas alemãs após o incidente no Japão

ANDECHS - A chanceler alemã, Angela Merkel, apoiou neste sábado propostas de fechar dentro de uma década todas as 17 usinas nucleares do país.

Falando durante uma reunião da União Social Cristã (CSU), partido irmão do seu, Merkel afirmou que 2022, data proposta pela CSU, era um prazo apropriado para os fechamentos e que o seu governo irá fixar uma data para que a Alemanha deixe de produzir energia nuclear.

"Acho que o cronograma que a CSU vê como uma opção é um cronograma apropriado", afirmou ela no evento na Bavária. "As pessoas querem saber sobre uma data concreta para esse fim, e nós iremos dar essa data concreta", acrescentou. O seu governo planeja tomar a decisão em 6 de junho.

Merkel já reverteu uma decisão de ampliar o período de atividade de usinas alemãs, depois que terremoto e tsunami no Japão afetaram reatores nucleares.

A energia nuclear é há muito tempo impopular na Alemanha, e a decisão anterior de Merkel, tomada no ano passado, de prolongar as atividade de usinas, foi um fator importante para o seu partido perder poder na Bavária.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.