Medvedev afirma que luta contra drogas fracassou na Rússia

País tem 2,5 milhões de viciados, 70% deles com menos de 30 anos

Irkutsk, Rússia - O presidente russo, Dmitri Medvedev, reconheceu nesta segunda-feira a falta de progressos na luta contra a as drogas na Rússia, país que tem 2,5 milhões de viciados, 70% deles com menos de 30 anos.

"Apesar da atenção crescente que concedemos a este tema e, apesar da adoção há um ano de uma estratégia estatal de luta contra as drogas até 2020, temos poucos resultados positivos", afirmou Medvedev em uma reunião na Sibéria sobre o assunto.

O presidente reconheceu que o número oficial de 650.000 viciados em drogas na Rússia está subestimado.

"Temos pelo menos 2,5 milhões de pessoas que consomem drogas. É um número pavoroso. Além disso, 70% deles têm menos de 30 anos", disse.

O consumo de drogas aumentou vertiginosamente na Rússia com o fim da União Soviética, sobretudo a heroína, que chega ao país procedente do Afeganistão.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.