Jornal que publicou desenhos da 'Charlie Hebdo' é atacado

O ataque aconteceu com uma bomba incendiária caseira, que foi jogada do pátio interno do edifício

Berlim - O jornal alemão 'Hamburger Morgenpost' foi alvo na madrugada passada de um ataque incendiário contra seus arquivos, de pouca consideração, segundo fontes policiais, alguns dias após ter publicado desenhos da 'Charlie Hebdo' em solidariedade a essa revista satírica francesa.

O ataque aconteceu com uma bomba incendiária caseira, que foi jogada do pátio interno do edifício e que destruiu algumas atas de seus arquivos, informou uma porta-voz policial.

Pouco depois dois suspeitos que estavam nas imediações foram detidos, contra os quais a Promotoria abriu diligências.

O 'Hamburger Morgenpost' esteve entre os diários alemães que no dia seguinte do atentado contra a revista satírica francesa publicou algumas das caricaturas de Maomé que tinham ocupado as capas da 'Charlie Hebdo'.

Os bombeiros receberam o alerta do incêndio por volta de 1h20 GMT (23h20 em Brasília), quando a redação estava vazia, e o fogo foi rapidamente extinto.

Espera-se que hoje ao meio-dia a Polícia de Hamburgo dê mais detalhes da investigação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.