Japão quer normalizar relação com Coreia do Norte após cúpulas

O Japão pretende conversar com a Coreia do Norte sobre o desenvolvimento de armas nucleares e o sequestro de cidadãos japoneses

Seul - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, mostrou nesta terça-feira seu desejo de abordar a normalização das relações entre Japão e Coreia do Norte após as cúpulas deste país com Coreia do Sul e Estados Unidos, durante uma conversa telefônica com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in.

Entre Pyongyang e Tóquio "existem muitos problemas pendentes", como o desenvolvimento nuclear e de mísseis do regime e o sequestro de cidadãos japoneses, mas se o sucesso das cúpulas representa resolver essas questões, isto "poderia levar a uma normalização das relações entre a Coreia do Norte e o Japão", disse Abe, segundo um comunicado difundido pelo escritório presidencial sul-coreano.

Durante a conversa, de aproximadamente 40 minutos, o líder japonês deu boas-vindas ao encontro que Moon manterá com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, na sexta-feira, qualificando-o como uma rara oportunidade não só para conseguir a desnuclearização do Norte, mas também para melhorar os laços entre os países vizinhos.

A conversa entre os líderes de Japão e Coreia do Sul acontece três dias antes da primeira cúpula intercoreana em 11 anos, e a terceira da história.

Abe pediu a Moon que exponha durante a mesma os sequestros de japoneses cometidos há décadas e durante anos pelo serviço secreto norte-coreano, a principal controvérsia entre Pyongyang e Tóquio.

O presidente sul-coreano se comprometeu a transmitir a Kim Jong-un sua opinião de que resolver este assunto "ajudará a estabelecer a paz no nordeste asiático", segundo o comunicado.

Após a reunião intercoreana, está previsto que Kim fique frente a frente com o presidente americano, Donald Trump, entre o fim de maio e o início de junho, no que será o primeiro encontro entre líderes dos dois países.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.