Índia passa Brasil e registra mais de 2 mil mortes por coronavírus em 24h

No total, a Índia registra 11.903 mortes por coronavírus. Especialistas afirmam que o balanço está subnotificado

A Índia registrou mais de 2.000 mortes provocadas pelo novo coronavírus em apenas um dia, o que eleva o balanço de vítimas fatais a 11.903 no país, anunciaram as autoridades nesta quarta-feira (17).

O aumento se deve em parte à revisão dos números em Mumbai, a cidade mais afetada, que somou 862 mortos ao balanço diário por alguns "erros" na contagem de vítimas.

A capital Nova Délhi, onde a situação é cada vez mais grave, registrou 400 mortes em 24 horas.

Na terça-feira, o número oficial de vítimas fatais era 9.900 no país asiático. Especialistas afirmam que o balanço está subnotificado.

Apesar do aumento registrado nos últimos dias, o balanço da Índia continua distante do registrado na Europa ocidental, Estados Unidos ou Brasil.

Diante de uma economia em crise, o primeiro-ministro Narendra Modi praticamente retirou todas as medidas do confinamento draconiano imposto no fim de março aos 1,3 bilhão de habitantes para frear a propagação da COVID-19.

Mas a curva da epidemia continua em alta na Índia, que registrou 11.000 novos casos em 24 horas, o que eleva o balanço oficial a 354.065 infectados por coronavírus.

Diante da crise sanitária, o estado de Tamil Nadu (sul), um dos mais afetados pelo novo coronavírus ao lado de Délhi e Maharashtra, ordenou novamente o confinamento da capital regional Chennai durante a segunda quinzena de junho.

Cientistas calculam que o pico da epidemia vai demorar várias semanas para ser alcançado no país, onde o sistema de saúde está saturado pelos pacientes de COVID-19.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.