Future of Money

Coinbase retoma operações após passar horas fora do ar, mas causa é desconhecida

Clientes da corretora de criptomoedas reclamaram nas redes sociais sobre dificuldade para realizar e sacar investimentos

Coinbase é a maior corretora de criptomoedas dos EUA (Michael Nagle/Getty Images)

Coinbase é a maior corretora de criptomoedas dos EUA (Michael Nagle/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 14 de maio de 2024 às 14h02.

A corretora de criptomoedas Coinbase retomou nesta terça-feira, 14, as suas operações após passar cerca de três horas fora do ar, com problemas técnicos. A exchange é a maior dos Estados Unidos e afirmou que segue investigando o caso, mas ainda não determinou a causa dos problemas.

De acordo com a corretora, houve uma "falha geral nos sistemas" na madrugada entre a segunda-feira, 13, e esta terça-feira. A falha atingiu diversas verticais da empresa, incluindo seus sistemas de carteiras digitais, pagamentos com ativos digitais e sua API para conexão com outros aplicativos.

Nas redes sociais, clientes da Coinbase compartilharam capturas de tela dos seus aplicativos com um aviso de que os problemas estariam sendo gerados por uma "manutenção programada", mas a corretora não confirmou a informação e disse que segue investigando as causas do problema.

Além disso, os usuários reclamaram que não conseguiam realizar saques dos seus ativos durante a falha de sistema. Após a identificação dos problemas técnicos, a Coinbase fez uma publicação no X, antigo Twitter, em que informou que os fundos dos clientes estavam seguros e não foram afetados pela falha.

Os problemas técnicos chegaram a prejudicar as ações da companhia negociadas nos Estados Unidos, com uma queda de até 3% nas negociações pré-abertura de mercado. No momento, porém, os papéis se recuperaram e operam com lateralidade, sem grandes perdas.

Atualmente, a página de status dos sistemas da Coinbase indica que o seu site, aplicativo, API, meios de pagamento e carteira digital operam normalmente. O incidente foi resolvido completamente por volta das 11h desta terça-feira. ainda de acordo com o site.

Em fevereiro deste ano, a Coinbase também enfrentou problemas técnicos e chegou a sair do ar por algumas horas. À época, o CEO da exchange, Brian Armstrong, afirmou que o problema havia sido gerado pelo fluxo significativo de compradores interessados no bitcoin e outras criptomoedas.

Naquele momento, o bitcoin operava em níveis recordes, estimulando um fluxo comprador. Agora, porém, a criptomoeda tem operado com lateralidade, distante dos recordes estabelecidos em fevereiro e março.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Investidores de criptomoedas deveriam estar em pânico, diz fundador de fundo

Binance é acusada de racismo por publicação nas redes sociais e culpa estagiário

Mineradoras de bitcoin listadas nos EUA atingem maior valor da história

Cenário macro dos EUA pode apagar otimismo do bitcoin em 2024? Entenda

Mais na Exame