"Imposto Google" britânico terá como alvo paraísos fiscais

Google nega ter uma presença tributável em seu principal negócio na Grã-Bretanha e relata sua receita anual do Reino Unido na Irlanda

Londres - Um novo imposto na Grã-Bretanha sobre companhias que transferem lucros do país a paraísos fiscais atingirá taxas cobradas por serviços como o uso de propriedade intelectual, de acordo com documento do Tesouro britânico visto pela Reuters.

As companhias também terão que relatar seus potenciais passivos em relação ao novo imposto, que segundo o documento ficarão fora do sistema tributário corporativo existente.

Isso tem como objetivo evitar contestações jurídicas sob acordos tributários existentes com países como a Irlanda, um importante canal de lucros realocados. O documento do Tesouro disse que o imposto de 25 por cento entrará em vigor em 1º de abril de 2015, e que terá como alvo estruturas do tipo canal, como a manobra conhecida como "irlandês duplo" usada pelo Google.

Na manobra, o Google nega ter uma presença tributável em seu principal negócio na Grã-Bretanha e relata sua receita anual do Reino Unido --mais de 5 bilhões de dólares-- na Irlanda. A empresa então paga a maior parte disso para uma afiliada nas Bermudas como uma taxa por usar propriedade intelectual do Google.

Sob as novas regras, o encargo pago à afiliada nas Bermudas pode ser reduzido pelo Fisco britânico na avaliação de quanto lucro está ligado a atividades no Reino Unido.

O Tesouro e a autoridade fiscal da Grã-Bretanha não quiseram comentar sobre a aplicação do novo imposto antes da publicação do projeto de lei de orçamento para 2015 na quarta-feira, quando mais detalhes serão revelados.

A recuperação de dinheiro perdido por evasão fiscal tem se tornado cada vez mais importante para as finanças públicas britânicas. O ministro das Finanças, George Osborne, disse que caso seu partido vença as eleições do ano que vem, ele desejará arrecadar mais 5 bilhões de libras endurecendo as regras sobre evasão fiscal.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.