Governo de Burkina Faso anula votação de lei controversa

Governo do país africano anulou votação de revisão constitucional e pediu calma à população, após manifestantes atearem fogo na Assembleia Nacional

Ouagadougou - O governo de Burkina Faso decidiu anular a votação prevista para esta quinta-feira de uma revisão constitucional e pediu calma à população, depois que manifestantes atearam fogo ao prédio da Assembleia Nacional.

Um homem acabou morrendo nos distúrbios registrados na capital Ouagadougou, onde também os manifestantes também atacaram as instalações da televisão pública.

Manifestantes atearam fogo ao prédio da Assembleia Nacional para protestar contra uma reforma constitucional que permitirá ao presidente prolongar seu mandato depois de 27 anos no poder.

Os manifestantes também atacaram as instalações da televisão pública.

Centenas de pessoas invadiram o prédio da Radiodifusão Televisão de Burkina (RTB), onde saquearam e destruíram veículos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.