França, Grã-Bretanha, EUA e árabes dão ultimato a Kadafi

Países fizeram um comunicado pedindo que ditador aceite imediatamente as condições impostas pelo Conselho de Segurança da ONU

Paris - França, Grã-Bretanha, Estados Unidos e países árabes deram um ultimato ao líder líbio, Muamar Kadafi, para que dê um fim imediato a todos os ataques contra a população, sob a pena de uma intervenção militar autorizada pela ONU, anunciou nesta sexta-feira a presidência francesa.

"A resolução 1973 adotada pelo Conselho de Segurança impõe obrigações bem claras e que devem ser respeitadas", afirma o comunicado da presidência francesa.

Em uma mensagem endereçada ao coronel Muammar Kadafi, a França, com os Estados Unidos, o Reino Unido e os países árabes alertam o dirigente líbio que aplique o cessar-fogo imediatamente, assim como todos os ataques contra a população civil.

"Kadafi deve pôr fim ao avanço de suas tropas contra Benghazi e se retirar de Adjdabijah, Misratah e Zawiyah. O fornecimento de água, eletricidade e gás deve ser restabelecido em todas as zonas. A população deve poder receber ajuda humanitária", acrescenta o comunicado.

"Isso não é negociável", enfatiza o texto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também