Forças de segurança encontram corpos de 8 sequestrados pelo EI no Iraque

Seis dos oito mortos pertenciam às fileiras da milícia xiita que participou da ofensiva para derrotar o EI no Iraque

Bagdá – As forças de segurança iraquianas encontraram nesta quarta-feira os corpos de oito pessoas que foram sequestradas há poucos dias pelos jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) no leste da província de Saladino, 300 quilômetros ao norte de Bagdá, segundo informaram fontes oficiais.

Seis dos oito mortos pertenciam às fileiras da milícia xiita Multidão Popular, que participou da ofensiva para derrotar o EI no Iraque, e levavam presos aos seus corpos coletes de explosivos, de acordo com as fontes, que pediram anonimato.

Os corpos foram encontrados na região de Al Tuz, 90 quilômetros ao leste de Tikrit, capital da província, durante uma operação de limpeza das forças de segurança iraquianas.

As fontes declararam que os especialistas desativaram os artefatos explosivos colocados pelos radicais e transferiram os corpos, que apresentavam sinais de tortura, ao hospital de Al Tuz para entregá-los posteriormente a seus familiares.

O EI perdeu o controle da maioria das cidades e territórios que conquistou na Síria e no Iraque em 2014, quando declarou um “califado” nas amplas partes de ambos países que chegou a dominar.

Apesar de a ofensiva militar contra o EI ter terminado em dezembro do ano passado no Iraque, o grupo jihadista mantém células ativas que continuam realizando ataques no país.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.