Mundo

Filhos de El Chapo brincam com localização do pai

Os filhos do traficante mais procurado do mundo andam usando o Twitter para publicar uma foto com o (suposto) pai


	Joaquin Guzman, o "El Chapo": um dos maiores e mais temidos traficantes do mundo
 (Reuters)

Joaquin Guzman, o "El Chapo": um dos maiores e mais temidos traficantes do mundo (Reuters)

Diogo Max

Diogo Max

Publicado em 27 de setembro de 2015 às 17h43.

São Paulo – Joaquin “El Chapo” Guzman fugiu da prisão de segurança máxima no México em meados de julho, em um plano de fuga espetacular.

Seu paradeiro era (ou continua sendo) desconhecido. Explica-se a contradição: os filhos do traficante mais procurado do mundo andam usando o Twitter para publicar uma foto com o pai.

Em agosto, um post relacionado a uma conta, que alguns acreditam pertencer a Alfredo Guzman, um dos filhos de El Chapo, diz: "satisfeito aqui, vocês já sabem com quem" e mostra a seguinte foto, coberta com emoticons -- o tuíte já foi apagado:

(Reprodução/LaInfo.Es)

A localização do tuíte mostrava Costa Rica, como conta o site Business Insider. E aí começou a discussão.

Não estava claro se o filho de El Chapo revelara sem querer onde seu pai esteve ou se essa era uma atitude deliberada de enganar as autoridades mexicanas.

Em entrevista à rede de televisão CNN, um porta-voz do governo da Costa Rica afirmou que o local mencionado no tuíte pode ser uma cidade localizada no estado de Sinaloa, no próprio México.

Já o governo mexicano disse que estava ciente da fotografia.

Quase um mês depois, uma outra conta no Twitter, que suspostamente é de Ivan Guzman, outro filho do traficante, postou a mesma foto, sem os emoticons que cobriam os rostos.

Na foto, está escrito, ironicamente: "Aqui está o seu Chapo Guzman".

(Reprodução/Twitter)


 

Acompanhe tudo sobre:América LatinaEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetInternetMéxicoRedes sociaisTráfico de drogasTwitter

Mais de Mundo

Motivação sobre ataque contra Trump permanece sem resposta

Secretário do governo Biden admite que atentado contra Trump foi falha de segurança

Lojas online russas começam a vender camisetas com imagem de Trump após atentado

Rei Charles III enviou mensagem privada a Trump após tentativa de assassinato

Mais na Exame