EUA e China concluem diálogo sobre direitos humanos

Washington - Os Governos de Estados Unidos e China concluíram hoje sua primeira rodada de diálogo sobre direitos humanos, em um clima "sincero e construtivo", no qual os dois países mantiveram suas diferenças, mas acordaram continuar os contatos. Em entrevista coletiva para informar sobre as conversas, que se desenvolveram a portas fechadas em Washington ao […]
 (EXAME.com)
(EXAME.com)
D
Da RedaçãoPublicado em 14/05/2010 às 23:59.

Washington - Os Governos de Estados Unidos e China concluíram hoje sua primeira rodada de diálogo sobre direitos humanos, em um clima "sincero e construtivo", no qual os dois países mantiveram suas diferenças, mas acordaram continuar os contatos.

Em entrevista coletiva para informar sobre as conversas, que se desenvolveram a portas fechadas em Washington ao longo dos últimos dois dias, o líder da delegação americana, o secretário de Estado adjunto para Democracia, Direitos Humanos e Trabalho americano, Mike Posner, disse planejar "seguir os debates em uma variedade de foros".

Posner também citou um acordo para realizar um "diálogo de especialistas legais" e a possibilidade de debates sobre liberdade religiosa e condições trabalhistas.

Ao longo dos dois dias de encontro, a delegação americana e a chinesa, liderada pelo diretor-geral de Organizações Internacionais do Ministério de Assuntos Exteriores, Chen Xu, abordaram assuntos como liberdade religiosa e de expressão e discriminação racial.

Segundo Posner, "à medida que regularizemos estas conversas e as transformemos em parte do diálogo habitual entre nossos dois países, mais possibilidades teremos de conseguir sucessos", e admitiu que nas conversas de hoje ambas as partes tiveram desacordos em algumas áreas.

No entanto, ressaltou que "é sinal de uma relação madura entre nossos dois países o fato de podermos abordar nossas diferenças de maneira franca, mas respeitosa, de maneira honesta e detalhada".