A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Em vídeo, homem mostra como é fácil sequestrar uma criança

Um americano decidiu realizar um “experimento social” para mostrar aos pais como é fácil distrair uma criança e levá-la embora sem que ninguém perceba

São Paulo – Todos os anos, oito milhões de crianças são raptadas em algum lugar do mundo. Esta estimativa é do International Centre for Missing and Exploited Children (ICMEC). Seus destinos? Muitas são reencontradas e levadas de volta para suas famílias. Outras, contudo, são sequestradas para fins sexuais ou vendidas por traficantes por diferentes razões.

Conhecido por seus vídeos de comédia no YouTube, o americano Joey Salads decidiu realizar um experimento social para mostrar aos pais como é fácil distrair uma criança e levá-la embora sem que ninguém perceba. Basta ter em mãos algo atrativo, como um doce filhotinho de cachorro, e ser simpático o suficiente para ganhar a atenção dos pequenos.

O vídeo começa com Salads se aproximando de uma mãe em um parque. Ele se apresenta e pergunta quantas vezes ela diz para sua filha que não converse com estranhos. Todos os dias, responde a mãe com um tom de certeza.

Então se eu for até a sua filha, você acha que ela conversará comigo ou irá embora?, pergunta novamente. Tenho certeza de que ela não falará com você, mas pode tentar, se quiser, responde a mãe dando risada. Ela então aponta qual é a criança e Salads vai até o local acompanhado de um filhote de cachorro.

Para a surpresa e desespero da mãe, a criança é rapidamente envolvida pela conversa de Salads, que pergunta se ela gosta de cachorro e se quer brincar com o animalzinho. O papo segue animado e então o estranho pergunta se ela deseja ir embora para outro lugar conhecer novos filhotinhos.

Demonstrando não ter dúvidas, a criança não apenas topa o convite, mas ainda segura na mão de Salads e caminha com ele para fora do parque. Sentada num banco próximo apenas observando a cena, a mãe da menina se mostra chocada.

Salads aplica a mesma tática em outras duas crianças e é bem sucedido em todas elas, embora as mães tenham sido claras de que sim, conversam com os filhos sobre o assunto e sempre os lembram de jamais dar atenção para estranhos. No final do vídeo, ele deixa uma pergunta: Será que seus filhos estão seguros?

Repercussão

Nas redes sociais, o experimento é um sucesso. O vídeo foi publicado no último sábado no YouTube, recebeu mais de 5,7 milhões de visualizações. No Facebook, conta com mais de dois milhões de compartilhamentos e quase 336 mil curtidas.

Apesar de contar um claro apoio do público na internet, o vídeo de Salads recebeu críticas. A americana Lenore Skenazy, autora do livroFree Range Kids: How to Raise Safe, Self-Reliant Children (Without Going Nuts with Worry) (Crianças em Liberdade: Como Criar Filhos Seguros e Autossuficientes (Sem Ficar Maluca de Preocupação), questionou se as crianças não teriam confiado nele depois de vê-lo conversando com suas mães.

Skenazy lembrou também em post publicado no seu blog oficial que as crianças retratadas no vídeo talvez tenham se sentido seguras em conversar com o estranho, pois sabiam que sua mãe estava próxima.

Obrigada, Senhor Salads, ironizou ela, você conseguiu esvaziar os parquinhos, fazer com que as crianças fiquem agora trancadas em casa e congelou o coração dos pais com uma grande mentira e um cachorro fofo.

Veja abaixo o vídeo de Salads, que está em inglês e conta com legendas.

https://youtube.com/watch?v=gGIDHrYKJ2s%3Frel%3D0%26showinfo%3D0

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também