EI reivindica atentado que deixou 70 mortos no Iraque

Em um comunicado, a organização ultrarradical sunita afirmou que um suicida "explodiu o veículo, causando mais de 200 mortos e feridos, incluindo iranianos"

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado com um caminhão-bomba contra peregrinos xiitas que deixou, pelo menos, 70 mortos no Iraque nesta quinta-feira, segundo o centro americano de vigilância de sites extremistas, SITE.

Em um comunicado citado pelo SITE, a organização ultrarradical sunita afirmou que um suicida "explodiu o veículo em sua concentração, causando mais de 200 mortos e feridos, incluindo iranianos".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.