Mundo

Coalizão árabe bombardeia embaixada saudita no Iêmen

Os aviões da aliança lançaram três ataques contra o complexo de edifícios da delegação saudita, situada no bairro de Hida, no sul de Sana

Iêmen: a única embaixada que está funcionando em Sana é a russa (Khaled Abdullah/Reuters)

Iêmen: a única embaixada que está funcionando em Sana é a russa (Khaled Abdullah/Reuters)

E

EFE

Publicado em 6 de novembro de 2017 às 17h41.

Sana - A coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, bombardeou nesta segunda-feira a embaixada saudita no Iêmen, que está fechada desde que os rebeldes houthis controlaram a capital iemenita no final de 2014, informaram testemunhas à Agência Efe.

Os aviões da aliança lançaram três ataques contra o complexo de edifícios da delegação saudita, situada no bairro de Hida, no sul de Sana, segundo as fontes.

Esta é a primeira vez que a coalizão, que intervém militarmente no Iêmen desde março de 2015, bombardeia uma missão de um país membro.

A única embaixada que está funcionando em Sana é a russa, e as demais fecharam suas portas ao longo de 2015.

O bombardeio, não confirmado por Riad, acontece depois de uma escalada da tensão pelas acusações da Arábia Saudita contra o Irã de ter fornecido o míssil balístico que os houthis lançaram no último sábado contra sua capital e que foi interceptado pelas Forças Armadas sauditas.

Em represália, Riad colocou a prêmio a cabeça do líder dos houthis, Abdel Malik al-Houthi, e de outros 39 rebeldes e fechou todos os portos aéreos, terrestres e marítimos do Iêmen.

Acompanhe tudo sobre:Arábia SauditaExplosõesIêmen

Mais de Mundo

Governo Lula se diz irritado com falas de Maduro, mas evita responder declarações

Netanyahu discursa no Congresso americano sob protestos de rua e boicote de dezenas de democratas

Em discurso a irmandade negra, Kamala pede ajuda para registrar eleitores e mobilizar base a votar

Grupo armado sequestra 13 pessoas perto da fronteira da Colômbia com a Venezuela

Mais na Exame