China acusa Estados Unidos de invadirem consulado em Houston

Governo chinês também ordenou fechamento da atividade diplomática dos Estados Unidos no país

O ministério das relações exteriores da China acusou agentes dos Estados Unidos de entrarem no consulado em Houston, no Texas, sem autorização, após os adidos diplomáticos chineses deixarem o local na sexta-feira, 24, cumprindo ordem do governo americano que fechou o consulado, em mais um episódio na crise geopolítica entre os governos de Washington e Pequim.

"A China expressa sua forte insatisfação e se opõe de maneira assertiva contra a entrada forçada dos EUA no consulado geral em Houston", diz a nota da pasta, prometendo uma resposta e afirmando que o ato vai contra normas internacionais. Fotos de agências de notícias mostram agentes federais olhando portas no consulado e um chaveiro foi visto no local.

Em Chengdu, no sudoeste da China, a polícia local reforçou a segurança em volta do consulado dos Estados Unidos na cidade após um homem ser detido atirando fogos de artifício contra o local. Na sexta-feira, 24, o governo chinês ordenou o fechamento da representação diplomática americana.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.