Mundo

Califórnia confirma terceiro caso de coronavírus nos EUA

Pessoa infectada visitou Wuhan, cidade chinesa onde a epidemia viral se originou

Homem infectado havia viajado para Wuhan (Barcroft Media / Colaborador/Getty Images)

Homem infectado havia viajado para Wuhan (Barcroft Media / Colaborador/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 26 de janeiro de 2020 às 09h43.

Última atualização em 26 de janeiro de 2020 às 09h44.

Um terceiro caso de coronavírus foi confirmado no sábado nos Estados Unidos, em um homem na Califórnia e que esteve em Wuhan, o epicentro da epidemia na China, anunciaram as autoridades de saúde.

Segundo a Agência de Saúde de Orange County, na Califórnia, a pessoa afetada é um viajante procedente de Wuhan, cidade chinesa onde a epidemia de pneumonia viral se originou, deixando 56 mortos e cerca de 2.000 infectados.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) confirmaram que o paciente apresentou resultado positivo para o novo coronavírus.

Ele foi isolado em um hospital local e sua condição não é grave.

"Não há evidências de que tenha ocorrido uma transmissão de pessoa para pessoa em Orange County. O risco atual de transmissão local permanece baixo", disse a agência de saúde.

Não foram fornecidos detalhes sobre como a pessoa chegou aos Estados Unidos ou sua identidade.

Os outros dois casos nos Estados Unidos são de uma sexagenária que reside em Chicago e que viajou para Wuhan entre o final de dezembro e 13 de janeiro, bem como o de um homem de trinta anos do estado de Washington que também esteve recentemente na cidade chinesa.

Este vírus tem causado preocupação devido à sua semelhança com a SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que em 2002-2003 matou centenas de pessoas.

Acompanhe tudo sobre:ChinaDoençasEstados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

Com extrema direita fortalecida, franceses vão às urnas neste domingo para eleições legislativas

Corrida de touros na Espanha deixa seis feridos; veja vídeo

Quem é Jordan Bardella, jovem que pode se tornar primeiro premier da extrema direita na França

Manifestantes protestam contra o turismo de massa em Barcelona

Mais na Exame