Biden está com covid-19 e tem sintomas leves, diz Casa Branca

Aos 79 anos, o presidente americano, Joe Biden, foi diagnosticado com covid-19. A Casa Branca afirma que o quadro não é grave até o momento
Biden: presidente americano diagnosticado com covid-19 (Denis Doyle/Getty Images)
Biden: presidente americano diagnosticado com covid-19 (Denis Doyle/Getty Images)
C
Carolina Riveira

Publicado em 21/07/2022 às 11:43.

Última atualização em 21/07/2022 às 13:19.

O presidente americano, Joe Biden, foi diagnosticado com covid-19. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 21, pela Casa Branca, após a confirmação do diagnóstico.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME.

A porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, informou que Biden apresenta "sintomas muito leves" e ficará isolado.

Biden continuará a exercer suas funções na Presidência devido ao quadro leve, segundo a porta-voz.

"Ele esteve em contato com membros da equipe da Casa Branca nesta manhã, e vai participar em suas reuniões planejadas por telefone e Zoom de sua residência", disse.

Na quarta-feira, Biden havia visitado Massachusetts e, um dia antes, recebeu na Casa Branca a primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska. Pessoas com quem Biden teve contato próximo nos últimos dias estão sendo informadas.

A Casa Branca informou também que Biden está sendo medicado com o antiviral Paxlovid, droga da farmacêutica americana Pfizer contra a covid-19. O Paxlovid foi aprovado neste ano pela FDA, agência reguladora dos EUA.

Aos 79 anos, o presidente americano foi publicamente vacinado contra o coronavírus, recebendo a vacinação completa entre 2020 e 2021 e duas doses de reforço na sequência. A última dose tomada foi no fim de março.

Embora membros de sua família e funcionários próximos tenham sido diagnosticados com covid-19 neste ano, Biden, até o momento, havia conseguido escapar da doença.

A covid-19 pode trazer complicações mais graves a idosos, como Biden, de modo que o quadro do presidente será observado com atenção mundialmente — em um momento geopolítico delicado, com a guerra na Ucrânia e inflação alta como reflexo do conflito.

A Casa Branca informou que novas atualizações sobre o estado de saúde do presidente serão divulgadas ao longo do dia e no restante da semana.

*Em atualização com novas informações

VEJA TAMBÉM

OMS recomenda uso do remédio da Pfizer contra covid-19

Saúde autoriza uso no SUS do 1º remédio para casos leves de covid-19

Brasil tem mais de 54 mil casos de covid nas últimas 24 horas