Aumenta para 16 número de mortos no Haiti pelo furacão Sandy

Há 5.665 refugiados no país devido ao fenômeno

Porto Príncipe – O número de mortos no Haiti pelo furacão “Sandy” aumentou para 16, segundo uma nova apuração provisória fornecida nesta sexta-feira pela Direção de Defesa Civil (DPC), que também informa que há 5.665 refugiados.

Com as mortes já são cerca de 28 as registradas como consequência da passagem de “Sandy” na região caribenha, incluindo também as vítimas da Jamaica e de Cuba.

Oito das mortes aconteceram no departamento Oeste (que inclui a capital, Porto Príncipe), sete no Sul e uma no de Grand Anse, detalhou o DPC pelo Twitter.

Entre as vítimas do departamento Oeste estão uma mulher e seus quatro filhos, dois meninos e duas meninas, que morreram no desabamento de sua casa em um deslizamento de terra.

Embora o Sol tenha feito uma rápida aparição, no início da manhã de hoje em alguns pontos de Porto Príncipe, as chuvas continuam, com inundações, enchentes e danos em diferentes regiões do país, que permanece em situação de alerta máximo.

O primeiro-ministro haitiano, Laurent Lamothe, anunciou ontem à noite que o governo vai desembolsar US$ 5 milhões nas próximas horas para atender as emergências.

O furacão perdeu intensidade hoje em sua passagem pelas Bahamas ao baixar seus ventos máximos sustentados a 130 km/h e atualmente tem categoria um na escala de intensidade Saffir-Simpson em que o máximo é cinco.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.