Ataques do regime sírio e aviação russa deixam 18 mortos

Pelo menos 18 pessoas morreram pelo lançamento de projéteis por parte das forças do regime sírio e bombardeios de aviões de guerra russos

Beirute – Pelo menos 18 pessoas morreram nesta quinta-feira pelo lançamento de projéteis por parte das forças do regime sírio e bombardeios de aviões de guerra russos em distintas partes de Ghouta Oriental, principal bastião opositor da periferia de Damasco, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O diretor da ONG, Rami Abderrahman, disse à Agência Efe por telefone que 11 das vítimas morreram em ataques que acredita-se que foram efetuados pela força aérea da Rússia na cidade de Arbin.

O ativista acrescentou que também houve sete mortos pelo disparo de projéteis e pelos bombardeios na área de Zamalka.

Abderrahmán assinalou que esses ataques deixaram, além disso, dezenas de feridos, alguns deles em estado grave, razão pela qual não descartou que o número de vítimas mortais aumente.

Desde 30 de setembro do ano passado, a aviação da Rússia, aliada do regime de Bashar al Assad, realiza uma campanha de bombardeios no território sírio naquela que é sua primeira intervenção militar direta no conflito no país árabe desde seu início em março de 2011.

A Síria é palco de um conflito há mais de quatro anos, que causou mais de 250.000 mortes, segundo o Observatório. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.