Mundo
Acompanhe:

Aprovação de Obama sobe, mas economia traz dúvidas

Em questionário realizado pela Universidade de Quinnipiac, 74% dos entrevistados acreditam que os EUA continuam em recessão

Barack Obama, presidente dos EUA: 48% dos entrevistados aprovam governo (.)

Barack Obama, presidente dos EUA: 48% dos entrevistados aprovam governo (.)

D
Da Redação

26 de maio de 2010, 10h42

Washington - O presidente Barack Obama melhorou sua aprovação popular em uma pequena margem pela primeira vez este ano, segundo uma pesquisa divulgada pela Universidade Quinnipiac - que também mostrou, por outro lado, que os americanos continuam indecisos quanto à condução da economia.

Por uma margem de 48% a 43%, os eleitores aprovaram o trabalho feito por Obama, na primeira medição de aprovação positiva desde dezembro.

Os entrevistados, no entanto, se mantém pessimistas em relaçao aos esforços do presidente para tirar a economia dos Estados Unidos de uma de suas piores crises em décadas.

Por uma margem de 74% a 21%, os entrevistados afirmam que a recessão que começou em dezembro de 2007 ainda continua, e por uma margem de 50% a 44% eles desaprovam a maneira com que Obama está conduzindo a economia.

Este último número representa uma leve melhoria desde a desaprovação de 55-40% que a mesma pergunta recebeu em abril.