Alemanha e França defendem restrição de voos vindos da Índia

Apesar dos níveis recordes de contágio pela covid-19 na Índia, entrada pelo país na Europa ainda é autorizada. O Brasil tem voos barrados para boa parte dos países europeus

Alemanha, França e outros governos da União Europeia pediram que o resto do bloco imponha restrições para voos da Índia diante do recorde de casos de covid-19 no país.

Em reunião de embaixadores na quarta-feira, várias autoridades expressaram preocupação com o risco de possíveis variantes do coronavírus na Índia provocarem uma quarta onda na Europa, e pediram que a UE adote restrições rapidamente, de acordo com nota diplomática vista pela Bloomberg.

Durante a mesma reunião, a Comissão Europeia disse que em breve vai propor um mecanismo de emergência para permitir ao bloco lidar rapidamente com a chegada de novas cepas.

A comissão disse que solicitou ao Centro de Prevenção e Controle de Doenças da Europa que examine variantes preocupantes e apresente critérios e mapeamento que permitam decisões coordenadas sobre como responder. Alguns estados membros acolheram positivamente a ideia, segundo a nota.

Autoridades e hospitais na Índia tentam combater os níveis sem precedentes de infecções e mortes por Covid. Dados oficiais divulgados na quinta-feira mostraram que os novos casos aumentaram em 379.257 nas últimas 24 horas, um recorde diário mundial. Outras 3.645 pessoas morreram, elevando o número oficial de mortos no país para 204.800.

Vários estados membros da UE estão enviando ajuda e equipamentos médicos para a Índia.

  • Acompanhe as principais notícias da pandemia e como elas afetam a economia no Brasil e no mundo. Assine a EXAME

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.