Vitacon: depois do apartamento de 10 m², empresa lança apê que muda conforme a vida

Incorporadora oferece plantas flexíveis que podem atender a diferentes demandas de locação e moradia
Ariel Frankel, CEO da Vitacon: 50% do empreendimento com o novo conceito foi vendido em uma semana (Vitacon/Divulgação)
Ariel Frankel, CEO da Vitacon: 50% do empreendimento com o novo conceito foi vendido em uma semana (Vitacon/Divulgação)
Marília Almeida
Marília Almeida

Publicado em 07/09/2022 às 07:00.

Última atualização em 08/09/2022 às 10:55.

A incorporadora Vitacon conhecida por ter lançado o menor apartamento do país, com 10 metros quadrados, apresenta agora seu primeiro empreendimento com plantas flexíveis, que acompanham as diversas fases de vida do proprietário ou diferentes demandas de locação, no caso do investidor.

O conceito, batizado de 'pixel life', funciona da seguinte maneira: quem compra dois módulos de um quarto pode mantê-los independentes ou integrá-los, de forma a transformá-los em um único apartamento com dois quartos. Já quem adquire três módulos de 1 quarto pode uni-los de forma a obter uma unidade com três quartos.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Dessa forma, um casal que vai ter um filho e comprou dois módulos, um para viver e outro para alugar, pode passar a viver unindo os dois módulos.

A flexibilidade vale tanto para integrar como para voltar a tornar os módulos independentes.

A volta à formatação original valeria para uma família que compra três módulos, equivalente a um apartamento de 3 quartos, e opta por tornar um deles independente e alugá-lo quando os filhos saírem de casa.

Primeiro empreendimento com o conceito já foi lançado

Já é possível verificar que o conceito foi abraçado pelo público, majoritariamente investidores. O primeiro lançamento com a proposta, o ON Pixel Life no bairro Vila Mariana, zona sul de São Paulo, foi lançado há uma semana, e já vendeu 50% de suas unidades, conta o CEO da construtora, Ariel Frankel.

O prédio tem 245 apartamentos de 22 metros quadrados, 55 metros quadrados a 65 metros quadrados, com um, dois e três dormitórios, respectivamente (o apartamento com 3 quartos é mais compacto do que a média da tipologia).

"Além de unidades distintas, muitos compraram duas unidades ou mais, e entenderam o propósito do conceito. A localização, um bairro muito forte para locação, e empreendimento a 200 metros do Metrô, também colaborou para as vendas".

A flexibilidade tem um custo. As unidades são vendidas por R$ 440 mil (1 quarto), R$ 650 mil (2 quartos) e R$ 1 milhão (3 quartos). Caso prefira comprar três módulos e integrá-los, com a possibilidade de torná-los independentes no futuro para locação, o custo será de R$ 320 mil a mais do que a compra de um único apartamento de três quartos.

Planta de 3 quartos do ON Pixel Life Vila Mariana

Planta de 3 quartos do ON Pixel Life Vila Mariana (Vitacon/Reprodução)

Na hora de reconfigurar os módulos, a Vitacon oferecerá o serviço de reforma. Como os módulos são pré-configurados para serem integrados, a parte elétrica e hidráulica é facilmente resolvida na nova configuração.

O próximo empreendimentos da construtora com o conceito pixel life está em fase final de aprovação e deve ser construído na Bela Vista, próximo à Avenida Paulista, em um terreno de 4 mil metros quadrados entre fim do ano e início do ano. Outro empreendimento será erguido próximo ao Brooklin, na zona sul da cidade.

Veja Também

Crédito imobiliário via poupança soma R$ 16,9 bi em agosto, diz Abecip
Mercado imobiliário
Há uma semana • 2 min de leitura

Crédito imobiliário via poupança soma R$ 16,9 bi em agosto, diz Abecip

Construtora Eztec (EZTC3) oferece financiamento de imóveis em até 35 anos
Mercado imobiliário
Há uma semana • 2 min de leitura

Construtora Eztec (EZTC3) oferece financiamento de imóveis em até 35 anos